Vamos dar mais 5 anos de vida para as crianças?

Uma campanha chamada Designed to Move, promovida pela Nike, traz um dado de extrema preocupação sobre nossas crianças:

Esta é a 1ª geração com uma expectativa de vida menor que a anterior!

Vamos falar sobre as causas desse impacto e a nossa responsabilidade sobre ele?

  • Educação, alimentação, hábitos – A forma como educamos diariamente as crianças (em casa e na escola) tem impacto direto nestes resultados. Frequentemente profissionais de nutrição, pedagogia, psicologia, educação física, medicina e outras áreas de saúde e comportamento alertam para a importância de se adotar mais alimentos naturais, mais movimento, mais hábitos saudáveis, diminuindo gradualmente o consumo de industrializados, jogos e comportamentos que deixem a criança parada, sentada ou deitada. A obesidade infantil (consequência desses fatos), atinge atualmente 40% das crianças, na Região Sudeste, segundo a ABESO, 2016.

  • Exemplo, na prática – Artigos de periódicos clínicos internacionais comprovam que crianças tendem a ter mais facilidade de adotar práticas saudáveis quando seus pais apresentam o mesmo comportamento como hábito. Portanto, se você pratica atividades físicas frequentemente, mesmo que em intensidades moderadas, a tendência é de que as crianças ao seu redor (filhos, sobrinhos, afilhados) tenham facilidade de compartilhar dos mesmos benefícios (peso e saúde, principalmente), por serem mais ativas no dia-a-dia.

Perceba que estamos falando basicamente de saúde e peso corporal. Falando de comportamento e hábitos saudáveis, entraremos ainda em outros pontos como:

  • Aprendizados de coordenação motora, desenvolvimento de habilidades físicas.

  • Maior imunidade.

  • Melhor raciocínio, pensamento e espírito coletivo, aprendizado sobre perdas e ganhos.

Então, mesmo que uma pessoa tenha segurança e decisão para não ter uma vida saudável, assumindo e se responsabilizando pela queda dos indicadores de saúde, as consequências destes acabam por atingir quem menos tem culpa.

As crianças estão pagando o preço do nosso comportamento sedentário.

Então, vamos dar a eles esses 5 anos ou mais de vida?

Veja abaixo o vídeo da campanha.

Criador da Foco Saúde, Profissional de Educação Física, gestor de projetos de bem-estar, certificado Responsável Técnico de Academias (CREF 1/RJ), expertise de 8 anos como avaliador físico-postural e personal trainer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *